Sediento de amor

En realidad, ha crecido em mí tatuajes,

Que hablan de la vida que llevamos

Ha crecido em mí camino mirajes,

Con lo que parecía y nos engañamo

Opiciones de apasionados,

De días de amor hasta el final de las horas

Tal vez en otra vida, mira la encrucijada

Los labios secos, la boca cerada

¿Cómo detener la hemorragia?

Una herida que sangra sólo dolor

Un pulmón que no respira aire

Un corazón sediento de amor.

- Transtorno Poético -

(Source: transtornopoetico)

Por um fio

As relações humanas são como a superfície do mar. Ao mesmo tempo que demonstra certa calmaria esconde nas suas profundezas todas as inquietações, inseguranças e incertezas. Basta um vento mais forte pra trazê-las à tona, são as tempestades de caráter, personalidade e auto estima que nos tornam tão frágeis quanto um barquinho de papel.

Elisa Bartlett

Consolo na praia ↘

60milanos:

Vamos, não chores.
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis carro, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,

(Source: pulsaquasar)